Associação entre número de quedas e força muscular de idosos residentes em instituições de longa permanência

Camila Tomicki, Luana Cecchin, Sheila Cristina Cecagno Zanini, Tânia Rosane Bertoldo Benedetti, Camila Pereira Leguisamo, Marilene Rodrigues Portella

Resumo


Trata-se de um ensaio clínico randomizado que verificou a associação da força muscular com o risco de quedas de idosos institucionalizados. Os idosos foram divididos em grupo-controle (G1) e grupo-intervenção (G2), e avaliados na linha de base e pós-intervenção. Por meio do Timed Up and Go Test (TUGT), do teste de Força de Preensão Manual (FPM), e do teste de Levantar da Cadeira (LC), observou-se que o programa de exercícios físicos proposto contribuiu na manutenção ou melhora da força muscular dos idosos e, consequentemente, na melhora do risco de quedas.

 


Palavras-chave


Ensaio clínico controlado aleatório; Instituição de longa permanência para idosos; Força muscular; Acidente por quedas; Exercício.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2017v20i2p101-116

Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.