Efeitos de um programa de intervenção no desempenho cognitivo e sintomatologia depressiva em idosos institucionalizados.

Autores

  • Patricia do Nascimento Tavares Universidade São Judas Tadeu. São Paulo (SP).
  • Janice Heidt Schmidt Universidade São Judas Tadeu. São Paulo (SP).
  • Carla Witter Universidade São Judas Tadeu. São Paulo (SP).

DOI:

https://doi.org/10.23925/2176-901X.2015v18i2p103-123

Palavras-chave:

Estimulação Cognitiva, Envelhecimento, Institucionalização.

Resumo

Objetivou-se quantificar os efeitos de uma intervenção cognitiva no desempenho cognitivo de idosos institucionalizados. Participaram cinco idosos, com média de idade de 77 anos e baixa escolaridade, que foram submetidos à avaliação neuropsicológica antes e após a intervenção cognitiva de oito sessões. Os resultados dos pré- e pós-testes mostraram discreto efeito da intervenção em níveis de depressão, fluência verbal, memória e praxia. Concluiu-se que a intervenção cognitiva teve efeito positivo, principalmente nos sintomas depressivos.

 

Biografia do Autor

Patricia do Nascimento Tavares, Universidade São Judas Tadeu. São Paulo (SP).

Mestranda em Ciências do Envelhecimento, Universidade São Judas Tadeu.

Janice Heidt Schmidt, Universidade São Judas Tadeu. São Paulo (SP).

Psicóloga, Universidade São Judas Tadeu.

Carla Witter, Universidade São Judas Tadeu. São Paulo (SP).

Doutora em Psicologia, Coordenadora do curso de Pós-Graduação Stricto Sensuem Ciências do Envelhecimento, Coordenadora do Curso de Psicologia, Universidade São JudasTadeu.

Downloads

Publicado

2015-06-30

Edição

Seção

Artigos