Afetos e percepções de idosos universitários acerca do mercado de trabalho na velhice

Juliana Fernandes-Eloi, Marina Duarte Ferreira Dias, Tainara Rodrigues Teixeira Nunes, Angélica Maria de Sousa Silva

Resumo


Este estudo objetivou compreender os sentimentos e emoções vividos por estudantes universitários em processo de envelhecimento diante da possibilidade de reinserção no mercado de trabalho. Para tanto, em caráter exploratório, utilizou-se o método dos mapas afetivos em pessoas com idade que variavam entre 51 a 71 anos de idade. Os resultados apontam a vivência da velhice sendo potencializada nos diversos espaços em que se insere, e que se pode considerar que as relações interpessoais são importantes para a qualidade de vida pessoal e profissional dos idosos. Contudo, ainda se percebe o estigma frente a pessoa idosa, promovendo uma visão distorcida e preconceituosa do que seja a velhice.

 


Palavras-chave


Velhice; Mercado de trabalho; Mapas afetivos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2019v22i1p249-271

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.