Contradições entre desenvolvimento, trabalho e espaço em tempos de crise: o caso do estado do Rio de Janeiro

Autores

  • Hipolita Siqueira de Oliveira UFRJ

Palavras-chave:

desenvolvimento, trabalho, espaço, crise, petróleo

Resumo

Em tempos de crise é comum se afirmar que os limites e as contradições dos modelos econômicos e políticos se revelam. As crises recentes deságuam em pressões para redução de gastos públicos, aumento do desemprego e propostas de redução de direitos trabalhistas e sociais. Argumenta-se, neste artigo, que as características e as contradições mais gerais do modelo de desenvolvimento nacional e de sua crise podem ser melhor observadas em suas dimensões espaciais e do trabalho. Desse modo, o objetivo é examinar as transformações em tais dimensões no Brasil e no estado do Rio de Janeiro, entre 2003 e 2016, tendo em vista haver grande articulação entre o ciclo nacional e o dessa Unidade da Federação. A análise utiliza informações estatísticas do IBGE, sobretudo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio/Pnad.

Biografia do Autor

Hipolita Siqueira de Oliveira, UFRJ

Economista. Mestre e Doutora em Desenvolvimento Econômico pela UNICAMP. Professora Adjunta da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR).

Downloads

Publicado

2017-04-07