Minhocão: reterritorializações afetivas nas disputas urbanas contemporâneas

Eliana Rosa de Queiroz Barbosa, Cintia Elisa de Castro Marino

Resumo


O artigo apresenta um caso de disputa urbana, demonstrando como um novo corpo político tem ocupado afetivamente as esferas de participação desde as manifestações brasileiras de junho de 2013. O Minhocão, alvo dessa disputa urbana, é uma via expressa elevada, localizada no município de São Paulo, inaugurada em 1970 e ocupada informalmente pelos moradores do entorno desde a década de 1980. A partir da noção de “reterritorializações afetivas” (Hutta, 2019), o artigo analisa como a ascensão de campos afetivos conservadores e progressistas estão remodelando espaços na cidade contemporânea e, em última instância, influenciando projetos urbanos e políticas públicas. Por meio da análise de dados primários e secundários, o artigo demonstra que esse espaço, outrora alvo de apropriações informais, passou a ser símbolo de uma disputa afetiva, sendo constantemente ressignificado, alternando ideologias progressistas e reacionárias.

Palavras-chave


manifestações; afeto, Minhocão; disputa urbana; reterritorialização



DOI: https://doi.org/10.1590/2236-9996.2021-5104

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Apoio: