A Covid-19 e o agravamento das desigualdades na Região Metropolitana do Rio de Janeiro

Autores

  • Georges Flexor Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Instituto Multidisciplinar, Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade. Rio de Janeiro, RJ/Brasil. https://orcid.org/0000-0003-0859-2568
  • Robson Dias da Silva Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Instituto Multidisciplinar, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial e Políticas Públicas; Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Inovação em Agropecuária. Seropédica, RJ/Brasil. https://orcid.org/0000-0001-7679-4722
  • Adrianno Oliveira Rodrigues Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Instituto Multidisciplinar, Departamento de Ciências Econômicas. Nova Iguaçu, RJ/Brasil. https://orcid.org/0000-0003-0594-3756

DOI:

https://doi.org/10.1590/2236-9996.2021-5203

Palavras-chave:

Desigualdades, COVID-19, Rio de Janeiro, Insegurança Econômica

Resumo

Este artigo trata dos impactos da Covid-19 na renda da população da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A análise dos dados da aplicação de um web-survey confirma as hipóteses apontadas na literatura internacional no que diz respeito ao papel da pandemia de Covid-19 no agravamento de desigualdades sociais preexistentes. Além disso, o artigo informa que as desigualdades ocorrem nas áreas periféricas da metrópole fluminense, nas quais os impactos negativos são comparativamente muito superiores aos de outras áreas. A segurança econômica tornou-se mais desigual adiante da pandemia de Covid-19, quando comparados o lugar de moradia, a cor e o gênero dos habitantes.

Publicado

2021-08-22