A regulação do mercado imobiliário e política habitacional no Rio de Janeiro

Autores

  • Thêmis Amorim Aragão Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós- -Graduação em Urbanismo. Rio de Janeiro, RJ/Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.1590/2236-9996.2022-5414

Palavras-chave:

déficit habitacional, mercado imobiliário, affordabilidade, necessidades habitacionais, demanda habitacional

Resumo

O problema habitacional no Brasil, nas últimas duas décadas, tem aumentado. O déficit habitacional absoluto no País passou de 5,657 milhões, em 2016, para 5,877 milhões em 2019. A pesquisa aqui apresentada tenta problematizar o papel do Estado não somente como promotor de habitação de interesse social, mas também como agente regulador do mercado imobiliário que envolve tanto o setor de vendas quanto o setor de aluguéis. Este artigo visa colocar em pauta que, sem o controle do Estado sob mecanismos de acesso ao mercado formal de imóveis, a produção de novas unidades habitacionais para baixa renda é apenas uma medida mitigadora para as restrições que o mercado impõe aos trabalhadores.

Downloads

Publicado

2022-05-22