Indicadores de mobilidade urbana na RMSP a partir da pesquisa OD-Metrô

Autores

  • Angela Seixas Pilotto Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. São Paulo, SP/Brasil. https://orcid.org/0000-0002-9432-633X
  • Mariana Araújo de Matos Novaski Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. São Paulo, SP/Brasil. https://orcid.org/0000-0002-4765-0700

DOI:

https://doi.org/10.1590/2236-9996.2023-5610

Palavras-chave:

mobilidade urbana, pesquisa origem-destino, viagens diárias, Região Metropolitana de São Paulo

Resumo

Em 2019, foram publicados os resultados da pesquisa Origem Destino 2017 do Metrô-SP para Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). Este artigo objetiva, por meio de análise espacial dos dados abertos da pesquisa, identificar características dos deslocamentos diários realizados pelos moradores da RMSP, verificando padrões espaciais quanto a tempo de viagem, divisão modal, taxa de motorização, índice de mobilidade e de imobilidade, considerando a distribuição da população de acordo com as diferentes faixas de renda e de forma desagregada por zona OD (origem destino). Os resultados de 2017 são comparados aos de 2007, buscando verificar mudanças e permanências ao longo da década.

Publicado

2022-12-10