Paisagem-inovação-política: práticas contra-hegemônicas no Acampamento Cícero Guedes (MST)

Autores

  • Vanessa Sartori Rodi Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura. Rio de Janeiro, RJ/Brasil. https://orcid.org/0000-0003-0785-5880
  • Rubens de Andrade Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Belas Artes, Departamento de História, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura. Rio de Janeiro, RJ/Brasil. https://orcid.org/0000-0003-1335-3019

DOI:

https://doi.org/10.1590/2236-9996.2023-5612

Palavras-chave:

paisagem rural, inovação, matriz da paisagem, acampamento, MST

Resumo

Desde a colonização no Brasil, os povos resistentes ao seu modelo agrário lutam pelo direito à terra, à produção agrícola alternativa e ao usufruto da paisagem. Tais prerrogativas indicam a possibilidade de paisagens híbridas na esfera rural, mostrando horizontes e favorecendo a produção saudável, a não exploração do trabalhador rural, além de políticas que contribuam para dirimir as desigualdades no campo. Coloca-se em discussão a luta do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), focando nas paisagens que habitam e nas formas de sua apropriação. A matriz da reflexão sustenta-se a partir da análise do acampamento Cícero Guedes (MST), embasada na Avaliação do Desempenho do Ambiente Construído, tendo leituras da matriz da inovação em relação ao território e como pode implicar as paisagens do movimento.

Referências

BECHTEL, Robert B. Environment and behavior: An introduction. Sage, 1997.

FREDA, Indursky. O ritual da mística no processo de identificação e resistência. Rua, v. 20, p. 109-125, 2014.

GÜNTHER, H., ELALI, G. A., & PINHEIRO, J. Q. A abordagem multimétodos em Estudos Pessoa-Ambiente: características, definições e implicações. Série: Textos de Psicologia Ambiental, N° 23. Brasília, DF: UnB, Laboratório de Psicologia Ambiental. 2004.

HAESBAERT, Rogério. Des-territorialização e Identidade. Niterói: UFF, 1997.

INOVAR. In: MICHAELIS, Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. Editora Melhoramentos Ltda. 2022. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/inovar/ >. Acesso em: 25/04/2022.

MEDEIROS, Rosa Maria Vieira. Território, espaço de identidade In: SAQUET, Marcos Aurelio; SPOSITO, Eliseu S. (org.). Territórios e territorialidades: teorias, processos e conflitos. 1. ed. São Paulo: Expressão Popular: UNESP. Programa de Pós-Graduação em Geografia, 2008. p. 17-36.

MST pressiona e Justiça concede imissão de posse da Usina de Cambahyba ao Incra. ANDES, 2021. Disponível em: < https://bityli.com/ZZcHDc >. Acesso em 27, abr. 2022

PREISER, W. F. E. (ed.). (1989). Building evaluation. Nova York: Plenum.

RAFFESTIN, Claude. Por uma geografia do poder. (trad.) Maria Cecília França,

São Paulo: Ed. Ática, 1993.

RHEINGANTZ, P.A. Aplicação do modelo de análise hierárquica coppetec-cosenza na avaliação do desempenho de edifícios de escritório. Tese (Doutorado em engenharia de produção) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2000.

RHEINGANTZ, Paulo Afonso et al. Observando a qualidade do lugar: procedimentos para a avaliação pós-ocupação. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Pós-Graduação em Arquitetura, 2009.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço. Técnica e Tempo, Razão e Emoção. São Paulo: EDUSP. 2002.

SAUER, O. A morfologia da paisagem. In: CORRÊA; ROZENDAHL (Orgs.). Paisagem tempo e cultura, Rio de Janeiro: EdUERJ, 1998.

SCHOGGEN, P. Behavior settings: a revision and extension of roger baker’s ecological psychology. Stanford: Stanford University Press, 1989.

SEDINE, Sandra. A Paisagem como Paradigma Político: Corpo e Paisagem na Época das Imagens Técnicas. IEAUSP, São Paulo, 18/10/17. Disponível em: < http://www.iea.usp.br/eventos/a-paisagem-como-paradigma-politico >. Acesso em: 22. SET./21.

STORPER, Michael. Territorialização numa Economia Global. Possibilidades de Desenvolvimento Tecnológico, Comercial e Regional em Economias Subdesenvolvidas. In LAVINAS et al. Integração, Região e Regionalismo. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1994.

TUNES, Regina. Geografia da inovação: o debate contemporâneo sobre a relação entre território e inovação, Espaço e Economia [Online], 9. 2016.

Publicado

2022-12-10