Políticas urbanas de patrimonialização e contrarrevanchismo: o Recife Antigo e a Zona Histórica da Cidade do Porto

Rogério Proença Leite, Paulo Peixoto

Resumo


Este artigo pretende discutir alguns aspectos das políticas urbanas de enobrecimento, tendo como referentes empíricos o Bairro do Recife e a zona histórica do Porto (Portugal). O argumento central é que, após o período de apogeu das intervenções urbanas, que agem como um elixir para os problemas de uma realidade decadente, ocorre uma contrarrevanche exacerbada por um sentimento de reconquista do espaço que aniquila as perspectivas depuradoras dessas operações. Esse trabalho, desenvolvido no âmbito de uma pesquisa comparada entre realidades urbanas brasileiras e portuguesas, questiona esses processos de patrimonialização de centros históricos procurando relevar a volubilidade desses processos.

Palavras-chave


cidades; patrimônio cultural; enobrecimento urbano

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/5957

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: