Espaços públicos: novas sociabilidades, novos controles

Luciana Teixeira de Andrade, Juliana Gonzaga Jayme, Rachel de Castro Almeida

Resumo


A bibliografia que trata das mudanças nos espaços públicos das grandes cidades aponta para o seu declínio e para a caracterização da contemporaneidade como dominada por um individualismo exacerbado que prioriza a vida entre iguais em espaços vigiados e privatizados ou nos chamados espaços semipúblicos, como os shopping centers. No entanto, um olhar mais atento sobre a cidade pode contrariar essas teorias. Este artigo reflete sobre essa discussão a partir de uma pesquisa que abordou as formas de sociabilidade em algumas praças de Belo Horizonte, constatando que há transformações significativas na forma de interagir nos espaços públicos das cidades, por exemplo, uma busca cada vez maior pela convivência entre iguais – o que revela que a segregação socioespacial que se observa na cidade é reproduzida nos seus espaços públicos. Apesar dessas mudanças, porém, percebeu-se que esses espaços ainda possuem grande vitalidade.

Palavras-chave


espaços públicos; cidades; praças; sociabilidade; segregação socioespacial

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: