Contradições e políticas de controle no espaço público de Barcelona: um olhar sobre a Praça dels Àngels

Ana Carla Côrtes de Lira

Resumo


As Olimpíadas de 1992 representaram um marco na transformação urbana de Barcelona, projetando-a mundialmente como polo cultural, de entretenimento e negócios. No processo de conformação dessa nova cidade mundial, as diretrizes para a remodelação e produção do espaço público obedeceram à lógica dos grandes investidores, negligenciando a população habitante em detrimento das ambições políticas e econômicas. Dentre as intervenções emblemáticas desse período, destaca-se o MACBA e sua Praça dels Àngels, no antigo bairro do Raval. Tomando essa praça como unidade de observação etnográfica, o presente artigo tem como objetivo ilustrar estratégias e consequências da política de controle do espaço urbano na cidade pós-olímpica e parte da hipótese de ser o poder público o principal promotor do processo de gentrificação verificado nesse espaço.

Palavras-chave


Jogos Olímpicos; Barcelona; espaço público; políticas de controle; gentrificação

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Apoio: