Modelos de ordenamento em confronto na área metropolitana de Lisboa: cidade alargada ou recentragem metropolitana?

Margarida Pereira, Fernando Nunes da Silva

Resumo


O artigo aborda os modelos de ordenamento territorial em confronto no processo de metropolização da região de Lisboa. Um, a partir do planeamento municipal, formaliza a cidade alargada. Outro, concebido à escala regional, aposta na cidade compacta. A execução do modelo extensivo conduziu a uma estrutura de cidade distendida. Esta ocupação, objecto de críticas, permanece activa, bem como os factores que a induzem, o que justifica as reticências sobre a inversão de tendências com uma expressão que signifique mudança de paradigma. O modelo de contenção proposto pressupõe uma forte acção voluntarista da Administração e um envolvimento empenhado dos municípios nessa estratégia, (ainda) não salvaguardado. Por isso, identificam-se factores críticos na mudança que importa controlar para caminhar no sentido da convergência.

Palavras-chave


metropolização; cidade alargada; cidade compacta; planeamento regional; planeamento municipal; gestão do território

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/8657

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: