Ocupação e urbanização dos cerrados: desafios para a sustentabilidade

Aristides Moysés, Eduardo Rodrigues da Silva

Resumo


Os Cerrados do Centro-Oeste continuam ameaçados pela ocupação de seu solo com produtos exportáveis, determinantes, a partir de 1970, para o desenvolvimento da região. A produção de commodities substituiu a vegetação natural por soja, milho, sorgo e pastagens e estas não alimentam os lençóis freáticos dos cerrados, afetando mais de 300 cursos d’água. São dois momentos distintos dessa ocupação: de 1970 a 1980, período em que as transformações econômicas impuseram um processo de ocupação perversa ao bioma cerrado; na década de 1990, os efeitos dessa ocupação se manifestam de forma mais contundente, provocando um processo de concentração urbana de grandes proporções.

Palavras-chave


ocupação dos cerrados; commodities; Centro-Oeste; concentração urbana; desenvolvimento regional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/8693

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: