Metrópoles e sociabilidade: os impactos das transformações socioterritoriais das grandes cidades na coesão social dos países da América Latina

Autores

  • Ruben Kaztman
  • Luiz César de Queiroz Ribeiro

Palavras-chave:

metrópoles, socialibilidade, segregação residencial, coesão social.

Resumo

O texto propõe a reflexão sobre a relação entre sociabilidade nas grandes cidades latinoamericanas que atravessam transformações socioespacial e os desafios da coesão social em democracia. Assumimos como ponto de partida que a qualidade das relações sociais é altamente dependente do grau das desigualdades na distribuição da riqueza, da renda, do poder e também dos recursos que fundamentam o prestígio, a honra e o reconhecimento sociais. Levamos em consideração a existência de importantes processos – crescimento urbano, expansão do nível educacional e das comunicações, a forte incorporação dos direitos sociais nos discursos políticos – que contribuem para elevar as aspirações e criar expectativas de igualdade e de participação material e imaterial da população urbana e aumentam a probabilidade de tensões sociais. O texto procura explorar em que medida a sociabilidade nas grandes cidades depende do jogo das forças mencionadas anteriormente.

Biografia do Autor

Ruben Kaztman

Mestre em Sociologia pela Universidade de Berkeley. Diretor do Instituto de Programa de Investigación sobre Integración, Pobreza y Exclusión Social da Universidade Católica do Uruguay e Coordenador do Grupo de Estudo sobre Segregação Urbana (Montevideo, Uruguai).

Luiz César de Queiroz Ribeiro

Professor Titular do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Coordenador do Observatório das Metrópoles/Instituto do Milênio-Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq. Pesquisador 1 A do CNPq (Rio de Janeiro, Brasil).

Downloads

Edição

Seção

Artigos