Metrópoles e sociabilidade: os impactos das transformações socioterritoriais das grandes cidades na coesão social dos países da América Latina

Ruben Kaztman, Luiz César de Queiroz Ribeiro

Resumo


O texto propõe a reflexão sobre a relação entre sociabilidade nas grandes cidades latinoamericanas que atravessam transformações socioespacial e os desafios da coesão social em democracia. Assumimos como ponto de partida que a qualidade das relações sociais é altamente dependente do grau das desigualdades na distribuição da riqueza, da renda, do poder e também dos recursos que fundamentam o prestígio, a honra e o reconhecimento sociais. Levamos em consideração a existência de importantes processos – crescimento urbano, expansão do nível educacional e das comunicações, a forte incorporação dos direitos sociais nos discursos políticos – que contribuem para elevar as aspirações e criar expectativas de igualdade e de participação material e imaterial da população urbana e aumentam a probabilidade de tensões sociais. O texto procura explorar em que medida a sociabilidade nas grandes cidades depende do jogo das forças mencionadas anteriormente.

Palavras-chave


metrópoles; socialibilidade; segregação residencial; coesão social.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/8706

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: