A cidade como negócio: produção do espaço e acumulação do capital no município de São Paulo

Adriano Botelho

Resumo


O artigo tem como tema a crescente inserção da produção do espaço nos circuitos de acumulação capitalista, espaço esse que, além de produto, se torna produtivo na lógica de valorização do capital. Nesse sentido, seu objetivo é analisar os impactos da acumulação na configuração espacial urbana e na estrutura de desigualdades socioespaciais através do estudo do caso do processo de formação do mercado imobiliário no município de São Paulo, destacando-se a recente atuação dos Fundos de Investimento Imobiliários e Certificados de Recebíveis Imobiliários. Tais instrumentos representam um novo grau de interação entre o capital financeiro e o mercado imobiliário, com profundos efeitos para a configuração do tecido urbano e para a segregação socioespacial.

Palavras-chave


urbano; capital financeiro; mercado imobiliário; segregação socioespacial; São Paulo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/8727

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: