Capital social, revitalização de bairros e o papel das associações habitacionais: o caso dos Países Baixos

Hugo Priemus, Reinout Kleinhans

Resumo


O presente artigo trata de uma questão central: a sinergia entre o capital social e a revitalização de bairros urbanos. Três perguntas de pesquisa serão mencionadas: 1) Como o sucesso ou o fracasso social dos bairros urbanos pode ser entendido com base em teorias sobre capital social? 2) Como o fortalecimento do capital social poderia beneficiar a revitalização de bairros? 3) Que papel as associações habitacionais sem fins lucrativos poderiam desempenhar nesse desafio?À luz da administração e da revitalização de bairros urbanos, o capital social pode ser considerado uma noção crucial. Examinamos os desenvolvimentos recentes relacionados à revitalização de bairros urbanos holandeses, particularmente a transição, ocorrida há pouco tempo nos Países Baixos, das renovações urbanas ‘tradicionais’ para as ‘novas’ renovações urbanas. O papel das associações habitacionais (housing associations) nos Países Baixos é analisado, incluindo-se a relação entre as associações habitacionais e as novas renovações urbanas. Formulamos conclusões e recomendações que vão além do contexto e da prática holandeses.

Palavras-chave


capital social; revitalização de bairros; renovação urbana; associações habitacionais; Países Baixos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/8728

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: