Rede sociotécnica do direito à habitação e a configuração do espaço em Curitiba

Samira Kauchakje, Clovis Ultramari

Resumo


Este artigo inicia uma discussão sobre a configuração do espaço urbano brasileiro com base na hipótese de que a legislação disponível para a garantia de direitos e para a proteção social ainda não migrou da palavra para a ação. A discussão é iniciada com uma pequena revisão histórica do estado e sua relação com populações necessitadas. O suporte para as conclusões é buscado nos resultados de uma pesquisa sobre a formação de uma rede sociotécnica de agentes sociais diversos, formada a partir da busca do direito à habitação no município de Curitiba. As conclusões chamam a atenção para o fato de que o estado, a despeito de não ser necessariamente excludente, impõe, em sua relação com a sociedade civil, tensões que distanciam, de fato, o buscado no arcabouço legal e aquilo observado na prática.

Palavras-chave


habitação; redes sociais; direitos sociais; Curitiba; proteção social

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/8729

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: