Migrações com desemprego: injustiça social na configuração socioespacial urbana

Aldo Paviani

Resumo


Trabalho, desemprego e migrações estão interligados em teoria e na vida real, independentemente do meio geográfico em que acontecem. Para abarcar toda a complexidade dessas temáticas, têm precedência enfoques inter e multidisciplinares. Revestem-se de interesse especial para urbanistas, geógrafos, sociólogos, arquitetos, juristas, etc. Mobilidade espacial e desemprego ocasionam impactos sobre o espaço, no meio rural ou urbano. Será importante avaliar o tributo que a sociedade paga pelo desemprego, que gera migrações sem inserção no mercado de trabalho. Em adendo, isso pode ser traduzido por desperdício de mão-de-obra e força de trabalho humano, que afeta principalmente os países subdesenvolvidos devido ao fato de os respectivos mercados de trabalho não estarem convenientemente organizados. A abordagem empírica será realizada com o caso de Brasília, DF.

Palavras-chave


migrações; desemprego; desperdício de mão-de-obra; políticas urbanas; Brasília

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/8761

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: