Transformações da estrutura socioespacial: segmentação e polarização na Região Metropolitana do Rio de Janeiro

Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro

Resumo


O presente texto dá continuidade à reflexão que vimos desenvolvendo sobre a reestruturação socioespacial da região metropolitana do Rio de Janeiro. Procuramos aprofundar as idéias apresentadas em texto anterior (Ribeiro, 1996), examinando as relações entre a crise social e o processo de desindustrialização regressiva vivido pela metrópole fluminense e os seus efeitos sobre a estrutura social e a governança urbana. Retornaremos aos três pontos que examinamos, a saber: (i) a tendência regressiva da estrutura social; (ii) a emergência de novos padrões de segregação socioespacial, marcados pela proximidade física e pela distância social; (iii) finalmente, a fragmentação do espaço social como consequência de uma crescente dessolidarização entre os segmentos que formam a nova elite, cada vez mais coesa e organizada e o mundo caleidoscópico das camadas populares.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Apoio: