Religião, Sentido e Dominação: Uma Organização Religiosa Analisada a partir da Abordagem Sociológica Weberiana

Ítalo da Silva, Jose Lindenberg Julião Xavier Filho, Elisabeth Cavalcante dos Santos

Resumo



O objetivo deste artigo é entender as bases que sustentam o exercício da liderança nas relações sociais presentes numa organização religiosa a partir da abordagem sociológica weberiana, compreendendo a noção de liderança como um tipo singular de dominação. A pesquisa assumiu caráter qualitativo com realização de entrevistas semiestruturadas e análise documental numa igreja católica. Ao material empírico foi aplicado a técnica de análise de conteúdo. Como principais resultados, destacamos a existência de uma rede de sentidos subjetivamente visados entre o dominador e dominados, bem como a multiplicidade de sentidos para a ação social, demonstrando a complexidade explicativa do fenômeno da liderança. A contribuição para a área dos estudos organizacionais reside na busca por explorar a intersecção entre organizações e religião, tencionando o elo entre poder, relações sociais e dominação.

Palavras-chave


Sentidos da ação social; Dominação; Organização religiosa; Weber.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, S. (2004). A multidimensionalidade nas organizações empresariais: proposta de um modelo analítico. Revista de Administração Contemporânea, v. 8, n. 2, p. 71-93, 2004. https://doi.org/10.1590/S1415-65552004000200005

ARAUTOS DO EVANGELHO. Atividades do ano de 2004: Recife – PE, 2004. Recuperado de: http://mediablogs.arautos.org/recife/files/2017/07/Relat%C3%B3rio-2004.pdf.

ARONOVITCH, H. Interpreting Weber’s Ideal-Types. Philosophy of the Social Sciences, v. 42, n. 3, p. 356–369, 2012. https://doi.org/10.1177/0048393111408779

AVENTURA PASSIRA. Blog Aventura Passira: Paróquia de Passira dá a Largada na construção de Nova Matriz, 2012. Recuperado de: http://aventurapassira.blogspot.com/2012/01/paroquia-de-passira-da-largada-na.html.

BAUER, M. W. Análise de conteúdo clássica: uma revisão. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. (Org.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

CENCI, R.; FILIPPIM, E. S. Atração e permanência de pessoas em instituições religiosas católicas: o peso dos contornos institucionais. Cadernos EBAPE.BR, v. 15, n. 1, p. 152-168, 2017. https://doi.org/10.1590/1679-395149075.

CNBB, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Projeto Nacional de Evangelização: O Brasil na Missão Continental. Brasília, Edições CNBB, 2008.

CNBB, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil: 2011-2015. Brasília, Edições CNBB, 2011.

CORRÊA, V.; VALE, G. Estrutura Social e Empreendedorismo Religioso: uma associação teórica. Revista de Administração IMED, v. 7, n. 2, p. 308-322, 2017. https://doi.org/10.18256/2237-7956.2017.v7i2.1684.

CRESWELL, J. W.; MILLER, D. L. Determining Validity in Qualitative Inquiry, Theory Into Practice, v. 39, n. 3, 124-130, 2000.

DIÁRIO POLÍTICO. Diário Político de Feira Nova: Em Passira, Padre Antônio Maria será a atração da Festa de Nossa Senhora da Conceição, 2013. Recuperado de: https://diriopolitcodefeiranova.blogspot.com/search?q=Par%C3%B3quia+Passira.

DYCK, B.; WIEBE, E. (2012). Salvation, theology and organizational practices across the centuries. Organization, v. 19, n. 3, p. 299–324, 2012. https://doi.org/10.1177/1350508412437073.

ENOQUE, A.; BORGES, J.; BORGES, A. Representações do lucro no comércio de artigos religiosos: interpretações do sagrado e do profano no cotidiano das organizações. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, v. 13, n. 3, p. 372-392, 2014. https://doi.org/10.21529/RECADM.2014024

FLAUSINO, V. S.; MEDEIROS, C. R. O.; VALADÃO JÚNIOR, V. M. Poder e Religião: a Doutrina Espírita no Modo de Pensar dos Gestores de Uberaba/MG. Revista ADM.MADE, v. 22, n. 1, p. 58-76, 2018. http://dx.doi.org/10.21714/2237-51392018v22n1p058076

FLICK, U. Introdução à metodologia de pesquisa: um guia para iniciantes. Penso Editora, 2012.

FRIEDLAND, R. "Divine institution: Max Weber’s value spheres and institutional theory", Religion and Organization Theory. Research in the Sociology of Organizations, v. 41, p. 217-258, 2014.

FRIEDLAND, R. The Constitution of Religious Political Violence: Institution, Culture, and Power. The Oxford Handbook of Cultural Sociology, p. 1- 49, 2017.

GONÇALVES, J. C. S.; SERRA, A. R. C.; COSTA, C. E. S. (2007). A empresarização do sagrado: um estudo sobre a estruturação de igrejas protestantes brasileiras. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, v. 6, n. 2, p. 1-14, 2007. DOI: 10.5329/RECADM.20070602010

LIMA, A. S. Gestão de pessoas em organizações religiosas: o caso da Igreja Presbiteriana do Brasil (Dissertação de Mestrado). Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, SP, Brasil, 2016.

LIZARDO, O.; STOLTZ, D. S. Max Weber’s ideal versus material interest distinction revisited. European Journal of Social Theory, v. 21, n. 1, p. 3–21, 2018. https://doi.org/10.1177/1368431017710906

MERRIAM, S. B. Qualitative Research: A guide to design and interpretation. San Francisco: Jossey-Bass. 2009.

PAIVA, F., JR.; LEÃO, A.; MELLO, S. Validade e confiabilidade na pesquisa qualitativa em administração. Revista de Ciências da Administração, v. 13, n. 31, p. 190-209, 2011. https://doi.org/10.5007/2175-8077.2011v13n31p190

RAMOS, I. O. R., Jr., et al. Liderança Organizacional: um levantamento bibliográfico. Universitas Gestão e TI, v. 6, n. 2, p. 87-95, 2016.

SCHIERMER, B. Weber’s listening: Non-purposive figures in Weber. Journal of Classical Sociology, v. 16, n. 2, p. 137–154, 2016. https://doi.org/10.1177/1468795X15624188.

SERAFIM, M. C.; ALPERSTEDT, G. D. As organizações religiosas e suas relações: Uma análise a partir da teoria dos stakeholders. Revista de Negócios, v. 17, n. 2, p. 21-40, 2012. http://dx.doi.org/10.7867/1980-4431.2012v17n2p53-71.

SILVA, A. S. A liderança como relação social: uma proposta de abordagem interpretativa a partir da teria e das estruturas típicas de dominação weberianas. (Tese de Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Administração. Pontifica Universidade Católica de Minas Gerais. Belo Horizonte, MG, Brasil, 2015.

SILVA, A. S.; CARVALHO, A.; NETO. Uma contribuição ao estudo da liderança sob a ótica weberiana de dominação carismática. Revista de Administração Mackenzie, v. 13, n. 6, p. 20-47, 2012. https://doi.org/10.1590/S1678-69712012000600003.

SILVA, A. S., & CARVALHO, A., NETO. Uma análise weberiana da gestação de estruturas de dominação em sindicatos. Revista de Administração da UFSM, v. 13, n. 1, p. 01-19, 2020. doi: https://doi.org/10.5902/1983465928977

SOUZA, J. A. G. et. al. A distância da Academia para o Mundo das Organizações: Analisando a pesquisa e o ensino em Administração a partir do perfil dos pesquisadores do EnANPAD. Revista de Administração da FATEA, 16, 7-30, 2018.

THIRY-CHERQUES, H. R. Max Weber: o processo de racionalização e o desencantamento do trabalho nas organizações contemporâneas. Revista de Administração Pública, p. 43, v. 4, p. 897-918, 2009. https://doi.org/10.1590/S0034-76122009000400007.

TRACEY, P. Religion and Organization: A Critical Review of Current Trends and Future Directions. Academy of Management ANNALS, n. 6, p. 87–134, 2012. https://doi.org/10.5465/19416520.2012.660761.

WEBER, M. A ética protestante e o espírito do capitalismo. São Paulo: Pioneira, 1996.

WEBER, M. Economia e Sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2015.

ZAFIROVSKI, M. The sociological core vs. the historical component of the weber thesis: Some deviant cases revisited. Current Perspectives in Social Theory, v. 31, p. 75-128, 2013.




DOI: https://doi.org/10.23925/2237-4418.2020v35i2p87-104

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Pensamento & Realidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

e-ISSN: 2237-4418
ISSN Impresso: 1415-5109

Indexado em: