A MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES E OS NOVOS MOVIMENTOS SOCIAIS

Thais França, Sandra Silvestre

Resumo


Ao reconhecer nos movimentos sociais um ator privilegiado na luta pela democracia, posto que ultrapassa a ação unicamente institucional, alargando, portanto, a esfera da cidadania, o presente artigo tem como objetivo principal refletir acerca do papel que os novos movimentos sociais desempenham atualmente nas lutas por um projeto alternativo para a democracia.  Mais especificamente discute sobre questões das desigualdades de sexo levantadas pelos movimentos feministas, para tanto, detém-se, particularmente, na Marcha Mundial das Mulheres. Metodologicamente baseia-se nos estudos feministas, a partir de seus pressupostos teórico-epistemológicos e políticos feministas e suas possíveis articulações com a academia.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Pensamento & Realidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

e-ISSN: 2237-4418
ISSN Impresso: 1415-5109

Indexado em: