CRENÇAS DE AUTOEFICÁCIA DE GESTORES ESCOLARES: VARIÁVEIS RELACIONADAS

Daniela Couto Guerreiro Casanova, Miguel Henrique Russo

Resumo


As crenças de autoeficácia têm sido apontadas como um dos aspectos mediadores das ações realizadas pelos gestores escolares. Essas crenças referem-se ao julgamento do gestor sobre as próprias capacidades para estruturar cursos de ação específicos a fim de produzir resultados desejados na escola por ele dirigida, englobando tarefas pedagógicas, administrativas e de relacionamento interpessoal. Com o objetivo de ampliar a compreensão sobre essa crença, esta pesquisa dedicou-se a investigar as relações preditivas entre as crenças de autoeficácia de gestores escolares de escolas públicas da rede estadual de São Paulo, considerando-se os aspectos pessoais, de atividade docente e de contexto relacionados à atividade dos gestores escolares. Os 228 participantes responderam ao questionário do gestor e ao questionário de caracterização, por meio de coleta de dados on-line. A análise de regressão linear multivariada constatou relação significativa da satisfação com o trabalho e da concordância com o IDESP com a autoeficácia dos gestores escolares. A discussão dos resultados buscou contextualizá-los de acordo com as condições de carreira e as políticas educacionais diretamente relacionadas aos gestores escolares.

Palavras-chave


motivação; avaliações externas; satisfação com o trabalho; autoeficácia de professores; gestores escolares.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.