Pluralismo e Diálogo Inter-Religioso na Conferência de Medellín

Wellington da Silva de Barros

Resumo


O artigo tem por objetivo compreender como a II Conferência de Medellín, por meio de seu documento conclusivo, refletiu sobre o pluralismo e o diálogo inter-religioso. Medellín representa um marco para a Igreja católica no continente latino-americano. Se na I Conferência, realizada no Rio de Janeiro em 1955, a Igreja do continente se preocupava com problemas internos como a escassez de sacerdotes, a preservação e a defesa da fé, a de Medellín reflete sobre problemas sociais mais abrangentes e urgentes. Com o objetivo principal de refletir sobre o papel da Igreja no contexto específico do continente, Medellín tem no Concílio Vaticano II (1962-1965) os seus fundamentos e motivações. É inspirada no Concílio que a Conferência de Medellín enfrenta o desafio de compreender o pluralismo e de acolher a exigência do diálogo inter-religioso.


Palavras-chave


Concílio Vaticano II; II Conferência de Medellín; diálogo inter-religioso

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1677-1222.2018vol18i2a7

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 REVER - Revista de Estudos da Religião