O papel do discurso religioso na construção da identidade etnocultural dos imigrantes italianos em Curitiba no final do século XIX

Fábio Luiz Machioski, Marcos Gonçalves

Resumo


No presente artigo, pretendemos discutir como, e por que, a religião conseguiu influenciar no processo de construção da identidade etnocultural dos imigrantes italianos que se instalaram na região de Curitiba no final do século XIX. Almejamos entender de que modo o discurso religioso foi útil para o forjar de um sentimento de pertencimento étnico entre os indivíduos desse grupo  específico de estrangeiros que se fixou no entorno da capital paranaense. Com o intuito de encontrar respostas para esta questão, apresentamos algumas definições e ideias sobre religião e identidade elaboradas pelos sociólogos Peter Berger, Pierre Bourdieu e Denys Cuche, como também pelo filósofo Paul Valadier. Tais conceitos, como por exemplo o de poder simbólico e de habitus religioso, serviram para analisar o discurso do padre Pietro Colbacchini, sacerdote católico que organizou a prática religiosa dos imigrantes italianos em Curitiba, e assim compreender a relevância que a religião assumiu junto ao referido processo de identificação sociocultural.


Palavras-chave


Imigrantes italianos; Curitiba; Religião; Discurso; Identidade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1677-1222.2019vol19i3a10

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 REVER - Revista de Estudos da Religião