“Venha ver o pôs do sol”, de Lygia Fagundes Telles, e o espaço ficcional: uma proposta de análise voltada para os estudantes de Letras

Daniele Aparecida Pereira Zaratin

Resumo


Este artigo ancora-se em dois objetivos centrais: 1) ressaltar a importância da análise literária na formação do graduando de Letras, já que, segundo a nossa percepção, esse exercício reflexivo contribui para a ampliação do repertório crítico-intelectual do aluno. 2) lançar luz sobre uma categoria narrativa que é relegada, de modo geral, ao segundo plano durante as aulas de literatura: o espaço ficcional. Para tanto, utilizaremos como corpus de análise o conto “Venha ver o pôr do sol” (1970), de Lygia Fagundes Telles, narrativa que apresenta um exímio trabalho com a linguagem ao construir o espaço ficcional plurissignificativo. Como público-alvo desta proposta, pensamos no graduando de Letras que esteja cursando o primeiro ou segundo semestre da disciplina de “Introdução aos estudos literários” ou “Teoria da literatura”. Esperamos, com isso, ampliar o leque de debates sobre o estudo do espaço ficcional, cuja finalidade é contribuir para a desmistificação da ideia de que esta categoria narrativa funciona somente como elemento “acessório” dentro do texto literário ficcional.


Palavras-chave


Literatura – Espaço Ficcional - Letras

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




     INDEXADORES: