UMA LEITURA DE A ILHA DE PRÓSPERO, DE RUI KNOPFLI

Kelly Mendes Lima

Resumo


O artigo visa a apresentar uma leitura da obra poética A ilha de Próspero: roteiro privado da Ilha de Moçambique (1972), de Rui Knopfli (1932-1997), com o objetivo de compreender como a referência à personagem de A tempestade (Shakespeare, 1611), presente em seu título, associa-se tanto a uma análise da colonização lusitana no espaço moçambicano, quanto a uma discussão sobre o adjetivo “calibanesco”, também derivado da peça do dramaturgo inglês, geralmente atribuído às literaturas africanas de língua portuguesa.


Palavras-chave


Letras; Literatura Moçambicana

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




     INDEXADORES: