A INTERDISCURSIVIDADE NO DISCURSO LITERÁRIO “DEU(S) BRANCO” DE LUZ RIBEIRO

Jonatas Eliakim D Angelo de Oliveira

Resumo


Nos textos literários, encontramos discursos diversos. O enunciador carrega, além da voz do autor, as vozes das ideologias que o marcam de modo consciente ou não. Desse modo, Luz Ribeiro traz em seus textos questões religiosas, sociais, políticas e amorosas, temas que sempre estiveram presentes na sociedade, ou seja, seu discurso é atravessado por outros discursos, eles são interdiscursivos. Sob a perspectiva da Análise do Discurso de linha francesa, mais especificamente nos trabalhos de Dominique Maingueneau (2008a; 2008b; 2009; 2015; 2018), para quem toda unidade de sentido, qualquer que seja seu tipo, está inscrita em uma relação essencial com outro discurso, que define sua identidade, este artigo tem por objetivo identificar os recursos interdiscursivos usados em “deu(s) branco”, apreendido como discurso, para a construção de efeitos de sentido. Ele apresenta como o enunciador se vale de dispositivos linguístico-discursivos para argumentar contra o machismo, a homofobia e o racismo e construir sua identidade por meio de um embate sociocultural.
Palavras-chave: Análise do Discurso, Interdiscurso; Discurso marginal; Identidade, Luz Ribeiro.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




     INDEXADORES: