2.1 INTELIGÊNCIA RETÓRICA: VIOLÊNCIA E EMOÇÕES NA CONSTRUÇÃO DO ETHOS

Ana Lúcia Tinoco Cabral

Resumo


O trabalho apresenta um estudo do discurso de emoções (Plantin, 2011) e da violência verbal (Culpeper, 2011; Cabral & Lima, 2017), encarando-os como estratégias para a construção do ethos. Os estudos retóricos destacam sobretudo a importância das paixões para tocar o auditório (Molinié, 1992), uma vez que as emoções provocam alguma reação no outro, um desconforto. O foco do trabalho, no entanto, encontra-se no uso do discurso de emoções pelo orador para, ao dizer de seu estado emocional, quer seja direta ou indiretamente, construir seu ethos. O trabalho investiga igualmente como, no discurso, as emoções evidenciam violência, servem para marcar argumenativamente o distanciamento em relação ao outro e a construção de uma imagem de si. O corpus de análise constitui um discurso proferido por uma jovem ativista durante uma reunião das Organização das Nações Unidas. As análises evidenciam que a oradora alia a violência verbal ao discurso de emoções utilizando-os como como estratégia argumentativa, para construir seu ethos e transmitir um ponto de vista.

Palavras-chave


Argumentação. Emoções. Violência verbal. Ethos

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




     INDEXADORES: