4.4 A IMAGEM DE SI NA APOLOGIA PAULINA: A CONSTRUÇÃO DO ETHOS

Joelma Batista dos Santos Ribeiro

Resumo


 Este artigo apresenta uma análise da manifestação do ethos de Paulo na defesa do seu apostolado; especificamente, verifica como as três qualidades do orador crível apontadas por Aristóteles (2005), phónesis, areté e eúnoia, são constituídas no discurso e como resgatam sua autoridade de apóstolo, outrora maculada pelos seus oponentes na comunidade cristã dos fiéis de Corinto. Para tanto, foi utilizado o arcabouço teórico da Retórica Antiga e da Nova Retórica, com os estudos de Aristóteles (2005), Eggs (2019), Meyer (2007), Ferreira (2010) e Perelman e Olbrechts-Tyteca (1996). Também se contou com as contribuições dos estudos de Filosofia sobre Religião, com Chaui (2000), e das Ciências da Religião, com Murphy-O’Connor (2004), Kruse (2007) e Comblin (1991).


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




     INDEXADORES: