CRENÇAS E ATITUDES LINGUÍSTICAS DE SUJEITOS FRONTEIRIÇOS COM DIFERENTES NACIONALIDADES

Angélica Margaret Barbosa Cortez, Sanimar Busse

Resumo


O presente trabalho foi realizado na fronteira Brasil/Argentina, no município brasileiro de Santo Antônio do Sudoeste-BR, fronteiriço da cidade de San Antonio-AR. O objetivo da pesquisa é compreender como se mostram as crenças e atitudes linguísticas em sujeitos que vivem na fronteira, que são casados e que têm diferentes nacionalidades. A pesquisa constou em fazer uma entrevista com duas pessoas que moram nesse espaço de fronteira, que são identificadas como mulher (M) e homem (H). A entrevista ocorreu por meio de uma conversa informal, gravada em áudio e a delimitação da amostra se deu com base na pesquisa qualitativa, estudo de caso e pelas especificidades da teoria mobilizada. A fronteira é o lugar de misturas de culturas, de língua, de identidades, de representações. Por isso, é um espaço de pertencimento desse casal, que o possibilita sentir-se um pouco brasileiro e um pouco argentino.

 


Palavras-chave


Fronteira. Vivências. Crenças e atitudes linguísticas.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




     INDEXADORES: