A PAIXÃO PELO BELO: A BUSCA DA FONTE DA ETERNA JUVENTUDE

Juliana Spirlandeli Batista, Edna Maria Fernandes dos Santos Nascimento

Resumo


O presente artigo tem por objetivo principal analisar a manifestação patêmica do sujeito apaixonado pelo belo, e em busca da fonte da eterna juventude, presente no texto publicitário do creme Prevage, recém-lançado no Brasil pela empresa de cosméticos Elizabeth Arden. Será utilizado o referencial teórico apresentado pela semiótica francesa, principalmente os estudos acerca da semiótica das paixões. A modalização do ser do sujeito apaixonado pelo belo produz efeitos de sentido afetivos e, dessa forma, serão examinadas as configurações passionais da publicidade, observando sua organização semântica e explicando os estados de alma do sujeito, modificados no desenrolar do anúncio publicitário.

Palavras-chave


semiótica das paixões; sujeito apaixonado; configurações passionais; percurso modal

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Intercâmbio está indexada em:

        

Catálogo de Bibliotecas:

ISSN 2237-759X

A Intercâmbio e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/intercambio. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/intercambio.