PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA INGLESA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES: UMA DISCUSSÃO SOBRE O OLHAR DOS ALUNOS DE LETRAS

Barbara Cristina GALLARDO, Eliana KOBAYASHI

Resumo


Este artigo apresenta resultados parciais de um estudo em andamento, que registra a percepção de professores de inglês em formação sobre proficiência e avaliação. Treze participantes fizeram um teste (simulado) internacional de proficiência e responderam a um questionário. O objetivo foi verificar o nível de proficiência apontado no teste e o nível que os participantes acreditavam ter e identificar os aspectos que norteiam o processo de avaliação. Trata-se de um estudo de caso, cujos resultados mostraram que a maioria dos participantes desconhece seu nível de proficiência e acredita que a prova escrita ainda é a melhor forma de avaliação.


Palavras-chave


testes de proficiência; formação de professores; avaliação em língua inglesa.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Intercâmbio está indexada em:

       

Catálogo de Bibliotecas:

ISSN 2237-759X

A Intercâmbio e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/intercambio. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/intercambio.