TRABALHANDO AS VARIEDADES DO ESPANHOL POR MEIO DE SÉRIES: PROPOSTAS DIDÁTICAS COM “LA CASA DE PAPEL” E “EL MINISTERIO DEL TIEMPO” NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE ESPANHOL

Daniel MAZZARO, Mariana RUAS

Resumo


Neste artigo abordam-se algumas questões das variedades do espanhol na formação inicial de professores (MORENO FERNÁNDEZ, 2007) por meio das séries “La Casa de Papel” e “El Ministerio del Tiempo”. Focalizam-se aspectos socioculturais relacionados ao contraste entre variedades urbanas de prestígio e desprestigiadas (MORENO FERNÁNDEZ, 2009; BAGNO, 2013) e aspectos sociohistóricos da variação pronominal (FONTANELLA DE WEINBERG, 1999; JONGE; NIEUWENHUIJSEN, 2009). Objetiva-se, além de ensinar sobre aspectos linguísticos do espanhol, refletir sobre eles e sua prática no ensino-aprendizagem da língua, possibilitar ao estudante contato com mostras de língua oral não didatizadas, por meio de recursos digitais de fácil acesso.

Palavras-chave


formação de professores; variedades do espanhol; séries de TV

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Intercâmbio está indexada em:

       

Catálogo de Bibliotecas:

ISSN 2237-759X

A Intercâmbio e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/intercambio. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/intercambio.