A PROSÓDIA MADEIRENSE E PORTO-SANTENSE: COMPARAÇÃO DE CURVAS MELÓDICAS DE FRASES INTERROGATIVAS

Helena REBELO

Resumo


É sabido que a frase interrogativa, quando comparada com a equivalente declarativa (porque formadas pelos mesmos elementos linguísticos), se apresenta com uma curva melódica bem distinta, especialmente na parte final. Pretende-se, aqui, não cotejar estes dois tipos de frase, mas comparar as curvas melódicas obtidas através de ferramentas do AMPER para frases interrogativas com elementos finais oxítonos, paroxítonos e proparoxítonos. Terão as frases interrogativas na Região Autónoma da Madeira diferenças prosódicas substanciais entre os pontos de inquérito considerados? Serão idênticas ou semelhantes as curvas entoacionais obtidas nas ilhas da Madeira e do Porto Santo? É o que se almeja descobrir.


Palavras-chave


AMPER; Prosódia; Região Autónoma da Madeira; frases interrogativas.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Intercâmbio está indexada em:

       

Catálogo de Bibliotecas:

ISSN 2237-759X

A Intercâmbio e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/intercambio. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/intercambio.