ONDE CAEM AS VOGAIS? SUPRESSÃO VOCÁLICA, ACENTO VOCÁLICO E ACENTO PROSÓDICO NO CORPUS AMPER-POR

Luís Fernando Pinto SALEMA, Lurdes de Castro MOUTINHO

Resumo


No decurso da investigação relativa à cartografia geoprosódica, no contexto do projeto AMPER, o estudo das produções dos informantes confirmou a elisão de muitas vogais átonas. Partindo das produções de 24 informantes de 6 regiões de Portugal Continental, identificaram-se situações de supressão vocálica em 56 estruturas sintáticas declarativas e interrogativas. Os resultados mostram uma tendência para a queda das vogais pós-tónicas nas palavras proparoxítonas. Alguns contextos fonéticos parecem favorecer a queda das vogais pré-tónicas das paroxítonas. A elisão das vogais apresenta maior frequência no final da estrutura, situação que pode estar relacionada com a duração, em termos prosódicos.


Palavras-chave


Acento Lexical, Acento Prosódico, AMPER, Supressão Vocálica, Variação Geoprosódica.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Intercâmbio está indexada em:

       

Catálogo de Bibliotecas:

ISSN 2237-759X

A Intercâmbio e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/intercambio. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/intercambio.