Dinâmica sexista do capital: feminização do trabalho precário

Renata Gonçalves

Resumo


Neste artigo são examinados determinados aspectos das mudanças em curso nasrelações de classe, especialmente na composição da classe trabalhadora. Retomandoalguns momentos em que se privilegiou as lutas “gerais” em detrimento daschamadas “específicas”, enfatiza-se que as condições de existência do proletariadose tornaram, no geral, mais precárias; a presença feminina no interior doproletariado aumentou; e aumentou principalmente nos segmentos mais afetadospela precarização. Estas mudanças repõem, de maneira ainda mais crucial, aimportância das relações de gênero para as lutas sociais considerando que adominação capitalista de classe se reproduz produzindo e reproduzindo “diferenças”que, no fundo reforçam preconceitos, inclusive de gênero.

Palavras-chave


Capital; relações de gênero; exploração capitalista; classes sociais

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Lutas Sociais
Revista do Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais (NEILS)
Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais – PUC/SP
Ministro Godói, 969 - 4º andar – Perdizes
CEP: 05015-001 - São Paulo - SP - Brasil
Fone/Fax: (+55 11) 3670-8517

Lutas Sociais está indexada em: