Efeitos da naturalização da concepção de propriedade privada da terra: a legitimidade da grilagem e invasão da Terra Indígena Marãiwatsédé em 1992

Juliana Cristina da Rosa

Resumo


Esse artigo analisa de que forma o acesso à terra por meio da propriedade privada foi sendo construído histórica e socialmente, num processo de transformação de terras comuns, sesmarias e outros regimes de domínio da terra, em mercadoria. Esse processo assumiu diferentes formas, mas o conteúdo se manteve: a expropriação ou esbulho das terras na acumulação primitiva do capital. Essas reflexões foram utilizadas para analisar como a invasão e a grilagem da Terra Indígena Marãiwatsédé se legitimou socialmente, a partir da concepção de propriedade privada da terra como a forma prioritária para trazer o “progresso” e o “moderno” para a região norte Araguaia do Estado do Mato Grosso.

Palavras-chave


Propriedade privada da terra; invasão e grilagem; Terra Indígena Marãiwatsédé

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Lutas Sociais
Revista do Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais (NEILS)
Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais – PUC/SP
Ministro Godói, 969 - 4º andar – Perdizes
CEP: 05015-001 - São Paulo - SP - Brasil
Fone/Fax: (+55 11) 3670-8517

Lutas Sociais está indexada em: