Transformação e preferência pelas desigualdades econômicas e escolares

Antonio Paulino de Sousa

Resumo


Este artigo tem por objeto discutir sobre a “transformação” e a preferência pelas
desigualdades sociais e escolares. A classe operária parecia apresentar alternativas de mudanças e as transformações estruturais não aconteceram mesmo com as esquerdas no poder. A produção das desigualdades é algo inerente ao próprio sistema capitalista e o sistema de ensino funciona como um aparelho de justificação das desigualdades sociais e escolares. A massificação do ensino superior na França não significou redução das desigualdades. O retorno da herança tende a ampliar os níveis de desigualdades gerando assim uma crise da solidariedade.


Palavras-chave


Preferência; massificação do ensino; desigualdades escolares; transformação; capital.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Lutas Sociais
Revista do Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais (NEILS)
Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais – PUC/SP
Ministro Godói, 969 - 4º andar – Perdizes
CEP: 05015-001 - São Paulo - SP - Brasil
Fone/Fax: (+55 11) 3670-8517

Lutas Sociais está indexada em: