A mobilidade pendular na Macrometrópole Paulista: diferenciação e complementaridade socioespacial

José Marcos Pinto da Cunha, Sergio Stoco, Ednelson Mariano Dota, Rovena Negreiros, Zoraide Amarante Itapura de Miranda

Resumo


O presente estudo tem como principal objetivo realizar um diagnóstico sobre as tendências e características da mobilidade pendular na chamada Macrometrópole Paulista, utilizando as informações disponíveis nos Censo de 2000 e 2010. O conhecimento da situação atual e da evolução desse fenômeno pode contribuir significativamente para a avaliação do processo de interação e complementariedade socioespacial que se desenvolve entre as aglomerações urbanas, onde já são claras as novas formas de localização tanto da atividade econômica quando da população em geral. O estudo desse fenômeno, portanto, contribui para o diagnóstico do processo de estruturação desses espaços e, sobretudo, para mitigar deficiências existentes em termos de política habitacional, de transportes, de saúde, educação, etc

Palavras-chave


demografia; deslocamentos populacionais; macrometrópole paulista; urbanização; região metropolitana

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Apoio: