Dinâmicas de expansão do arranjo urbano-regional Brasília-Anápolis-Goiânia

Marcos Bittar Haddad, Rosa Moura

Resumo


Arranjos urbano-regionais constituem categoria socioespacial que articula aglomerações e centros em uma mesma unidade. Configuram-se sob célere qualificação/desqualificação de espaços pela redefinição de funções, criando territórios extensos, permeados por vazios. São representativos do estágio contemporâneo da metropolização, que passa a engendrar novas morfologias urbanas, articuladas e densas, ao mesmo tempo descontínuas, que sustentam a ampliação geográfica do processo de acumulação. Tomando como objeto o arranjo Brasília-Anápolis-Goiânia, discutem-se, neste artigo, suas atuais dinâmicas de expansão, a ação do setor imobiliário, sob forte influência da renda gerada pelo agronegócio, e as implicações regionais. Com particularidade no modelo de expansão de Goiânia e Anápolis, busca-se mostrar que a riqueza gerada no entorno induz a valorização urbana, contudo não rompe a desigualdade existente, que se acentua ao serem criados espaços cada vez mais fragmentados.

Palavras-chave


arranjo urbano-regional; expansão urbana; mercado imobiliário; Brasília; Anápolis; Goiânia

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: