Caosgrafias cidade

Frederico Araujo

Resumo


Caosgrafias nomeia um modo de construção coletiva de discursos que navega entre ciência, arte e filosofia. Aciona a prática cartográfica enquanto trama de afectos, associada à noção de caos como possibilidade do devir. Pode ser dita, então, como modo “caótico” de composição de grafias enquanto potência a criação de discursos; como uma aventura corpóreo-palavreira, que busca instaurar tensionamentos no processo de instituição e narrativa do objeto experienciado. As caosgrafias são, assim, inventadas como “acontecimentos desconstrução”, não no sentido de “terra arrasada”, mas sinalizando o intuito de que o experienciar problematize o dizer logocêntrico, em termos tanto de derrubamento de absolutos, quanto de transgressão poiética. Este trabalho – Caosgrafias cidade – exercita esse modo caosgráfico de construção de discursos com o tema “cidade”.

Palavras-chave


experiência; narrativa; cidade; discurso; escritura

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: