Movimento pendular da população no Paraná: uma evidência da desconexão moradia/trabalho

Rosa Moura

Resumo


A desconexão moradia/trabalho é observada nos movimentos pendulares da população para trabalho e/ou estudo. A análise dos seus vetores espaciais permite estimar a existência e extensão de aglomerações, assim como apontar outras dinâmicas territoriais. O perfi l da população que se desloca evidencia as relações espaciais entre o mercado de trabalho e da moradia na organização interna das metrópoles, e revela diferenciações quanto à acessibilidade às funções metropolitanas, cuja expressão é a segregação socioespacial. O presente trabalho explora as possibilidades dessa informação no caso brasileiro, com mais particularidade ao Paraná. Conclui mostrando que esses movimentos se ampliam em número de pessoas envolvidas e na distância percorrida, o que exige sua compreensão analítica, e a adequação e formulação de políticas compatíveis à sua dinâmica.

Palavras-chave


pendularidade; movimento pendular; comutação; segregação socioespacial; dinâmicas intrametropolitanas

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Apoio: