Mobilidade residencial e dinâmica das transformações socioespaciais na metrópole belo-horizontina

Jupira Gomes de Mendonça

Resumo


A autora estuda as mudanças no perfil habitacional de Belo Horizonte nos últimos anos, de acordo com os dados de uma pesquisa de origem e destino de moradores realizada em 1992. Esses dados permitem verificar a mobilidade intra-urbana, ao contrário dos dados censitários, que registram apenas as informações relativas à migração entre municípios. Entre as conclusões da autora, está a observação de que a metrópole belohorizontina se configura como um continuum territorial, no qual uma grande região de espaços intermediários vai se tornando mais heterogênea, com a mescla de segmentos médios e operários, por um lado, e de segmentos operários e populares, de outro.

Palavras-chave


mobilidade intra-urbana; continuum territorial; espaços intermediários.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/9205

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: