Diferenciação da espacialidade da metrópole no Brasil: referências para a gestão

Fany Davidovich

Resumo


O trabalho pretende indicar referências para a gestão das metrópoles a partir da análise de diferenças inter e intrametropolitanas. A autora crê que a sinalização de distintas estruturas socioespaciais pode servir de base para o desenvolvimento de outras pesquisas sobre o tema das metrópoles. Utiliza, em seu texto, referências de tamanho populacional e de taxas de crescimento demográfico para o período 1991–2000, de acordo com o IBGE; numa segunda etapa, prevê o emprego de outras variáveis, relacionadas a idade, cor, gênero e condições de vida. A autora acredita que os procedimentos adotados possibilitam críticas embasadas a uma percepção genérica da metrópole que poderia levar a interpretações errôneas sobre a gestão.

Palavras-chave


diferenças intra e intermetropilitanas; estruturas socioespaciais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/9208

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: