Intervenções cognitivas e comportamentais para manejo de insônia em pacientes oncológicos

Cristiano Pereira de Oliveira, Marcela Alves de Moraes, Tayse Conter de Moura, Daniela Mucinhato Ambrósio

Resumo


Introdução: A prevalência de insônia em pacientes oncológicos oscila de 30 a 50%. As psicoterapias cognitivo-comportamentais apresentam eficácia comprovada para o tratamento desta condição. Objetivos: Identificar as principais intervenções cognitivas e comportamentais para manejo de insônia no contexto oncológico. Método: Realizar uma revisão sistemática da literatura produzida entre os anos de 2010 e 2015 nas bases: Pubmed Psych Info e Google Scholar. Foram utilizados os seguintes descritores: Insomnia, Cancer, Cognitive Behavioral Therapy, Randomized Controlled Trial. A qualidade metodológica dos artigos encontrados foi avaliada através da escala JADAD. Resultados: Intervenções cognitivo-comportamentais, incluindo Mindfulness, apresentam evidências de eficácia em pacientes oncológicos, com peculiaridades que devem ser consideradas pelos profissionais no momento da escolha da intervenção. Considerações Finais: Há necessidade de maior apropriação das técnicas por parte dos profissionais envolvidos na atenção em saúde mental no contexto oncológico. Ainda, novas pesquisas devem ser realizadas para verificação de eficácia considerando aspectos socioculturais da população brasileira.


Palavras-chave


Insônia; Câncer; Terapia Cognitivo Comportamental; Ensaio Clínico Randomizado

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2594-3871.2018v27i1p111-128

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2018

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: