Diagnóstico da Economia Informal em um Município de Pequeno Porte no Sul de Minas Gerais

Luiz Célio Souza Rocha, Emanuelly Alves Pelogio

Resumo


O fenômeno da informalidade tem impacto relevante na economia dos países, principalmente na economia de países em desenvolvimento como o Brasil. Assim, o presente trabalho tem como objetivo fazer um diagnóstico da economia informal no município de Machado/MG. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa, com método de bola de neve (Biernacki; Waldorf, 1981), utilizando entrevistas estruturadas. Posteriormente, fez-se uma análise de conteúdo (Bardin, 1977). Foram realizadas 107 entrevistas com os proprietários de negócios atuando na informalidade, os quais, em sua maioria, são de propriedade de homens, com idade entre 40 e 59 anos, com baixa escolaridade, sendo esta sua única atividade remuneratória. Apesar de terem interesse em se formalizar, os indivíduos citaram que os elevados custos com impostos e o tamanho do negócio fazem com que se mantenham na informalidade. Conclui-se que a economia informal é um ambiente complexo, possuidor de aspectos tanto positivos, como o fato de flexibilizar o trabalho das pessoas para que estas possam ter mais tempo para a família, quanto negativos, quando não consideram o incentivo ao crescimento e à eficiência.


Palavras-chave


Economia Informal; Empreendedorismo; Crescimento Econômico

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2178-0080.2017v20i2.35608

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Flag Counter

Revista Administração em Diálogo - RAD
ISSN: 2178-0080

     

 

Apoio: