Divulgação do Relato Integrado pelas Empresas Listadas no IBOVESPA em 2015

Sérgio Ricardo Mendes Vasconcelos, Silvana Festa Sabes, Antonio Robles Junior

Resumo


Nos últimos anos, a grande preocupação da sociedade em relação ao tema sustentabilidade ambiental tem gerado inúmeros estudos abrangendo as mais diferentes áreas do conhecimento científico, incluindo, também, muito da atenção e dos esforços de pesquisadores da Contabilidade, no que se refere à divulgação de informações de caráter social, ambiental e de sustentabilidade das empresas. No mundo dos negócios, esse conceito foi chamado de sustentabilidade corporativa, e estabelece que as empresas devem se preocupar com o equilíbrio de 3 dimensões (Triple Bottom Line): People, Profit and  Planet. (FIGLIOLI, 2012). Nesse contexto, surgiu, em 2010, o Relato Integrado, iniciativa do International Integraded Reporting Council (IIRC), um meio de coalizão global de reguladores, investidores, empresas, definidores de padrões, profissionais do setor contábil e ONGs (CARVALHO e KASSAI, 2014). Sobre isso, aliás, Carvalho e Kassai (2014) salientam o reconhecimento do Relato Integrado, através documento intitulado The Future We Want, resultado da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, realizada no Brasil, em junho de 2012, a RIO+20. com a argumentação de que “(...) temos razões para crer que essa será a próxima grande revolução na forma de comunicação de uma organização perante seus stakeholders, incluindo, mas não se limitando, aos relatórios financeiro-contábeis”. O presente artigo pretende, portanto, avaliar como as empresas listadas no Índice Bovespa da Bolsa de Valores de São Paulo estão reportando suas informações de sustentabilidade e se estão aderindo, ou não ao Relato Integrado. Para isso foi realizado um estudo de natureza exploratória e descritiva, de abordagem qualitativa, tendo como objeto os Demonstrativos Contábeis e de Sustentabilidade das empresas listadas no Índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa), entre os anos 2012 e 2014. O estudo ora evidenciado verificou que a maioria das empresas listadas no Ibovespa divulgam suas informações de sustentabilidade por meio da metodologia GRI, de forma isolada ou em conjunto com outras formas de evidenciação (Balanço, Social e Relato Integrado). Nos últimos anos, houve um aumento de empresas que emitiram Relato Integrado como forma de disclosure das informações sociais e de sustentabilidade, mas também revelou que existe, ainda, muito espaço para adoção do Relato Integrado por parte das empresas brasileiras.


Palavras-chave


Sustentabilidade; Relato Integrado; GRI; Ibovespa.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2446-9513

 

INDEXADORES