A Igreja canta o Magnificat: Uma leitura eclesiológica de Lc 1,46-55

Felipe Sardinha Bueno

Resumo


Este trabalho tem como eixo temático central o paralelo semântico do evangelho segundo Lucas 1,46-55 - perícope correspondente ao cântico do Magnificat - com a Igreja, no que tange à sua natureza a partir da Constituição Dogmática Lumen Gentium.Essa comunidade de discípulos, resplandecendo as atitudes proclamadas no hino bíblico em questão, deverá refletir no mundo a beleza do crer, testemunhando, principalmente, por meio do serviço aos que mais necessitam. O objetivo principal refere-se ao repensar a Igreja em seu apostolado, como uma “célula” comunitária alternativa no mundo contemporâneo. Entrelaçando-se Sagrada Escritura e Teologia Dogmática, apresenta-se a importância elementar da integração disciplinar no atual contexto plural, visando à ortodoxia sua tradução em ortopráxis. Observa-se na “intersecção” do Magnificat com a identidade eclesial, a indicação da esperança de um mundo distinto, de inclusão e participação, visualização hermenêutica expressa pela investigação teológica respectiva.

Palavras-chave


Magnificat; Eclesiologia; Ortodoxia; Ortopráxis

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A REVELETEO está indexada em:

Presente nas seguintes Bibliotecas: