EVOLUÇÃO E DOUTRINA DA SALVAÇÃO

Josiney Alves de Souza

Resumo


Baseada nas suposições da teoria evolucionária, a teologia da natureza reinterpreta a cosmovisão cristã e atribui sentido diverso para entendimentos bíblicos tradicionais de Criação, livre arbítrio, pecado, queda e redenção. O presente manuscrito analisa como essas variações de sentido afetam a concepção bíblica de salvação. Verifica-se que a evolução plena do homem é inconcebível pela trivialidade do mecanismo darwiniano, cuja superestimada aplicação compreende uma ação divina restringida ao mero acompanhamento interior e solidário ao sofrimento humano. Nesses aspectos, fica descaracterizada a intervenção divina para a salvação imediata. É também demonstrado que as Escrituras Sagradas contêm uma exposição própria sobre a evolução corpóreo-espiritual do homem, sendo, assim, definitivamente desnecessário o apelo ao paradigma darwiniano. Pelo contrário, deduz-se que as variações nas concepções cristãs são frutos da mudança nos alicerces do pensamento, cuja extrapolação abre caminho para heresias.

Palavras-chave


Evolução; doutrina da salvação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2177-952X.2018v13i23p58-66

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A REVELETEO está indexada em:

Presente nas seguintes Bibliotecas: